Home Veterinária Adote Curiosidades
Home
Veterinária
Adote
Curiosidades
Saúde Pet
Produtos
Fale Conosco

5 regras principais para viajar de avião com cachorro ou gato

Uma problema comum às pessoas que possuem cachorro ou gato, é na hora de viajar.

Alguns resolvem facilmente, deixando o bichinho em casas de parentes ou hotéis para cães e gatos. Porém, sendo uma viagem longa ou até mesmo uma mudança de cidade, faz-se necessário levar o animal junto a você.

Não é extremamente simples carregar seu pet. A viagem pode vir a ser bastante estressante para ele e, para tentar amenizar, você deve planejar tudo nos mínimos detalhes e cumprir todas as exigências das companhias aéreas, evitando maiores transtornos.

Selecionamos algumas dicas para você viajar tranquilo junto de seu melhor amigo. Confira a seguir:


1-Procure a veterinária com 30 dias de antecedência

viajar-com-animal-de-estimação

 

Procure ou ligue para 11 2532.3374 com essa antecedência, pois é necessário averiguar se você possui o certificado de que seu cachorro tomou vacinação antirrábica. Caso não haja esse comprovante, é necessário reaplicar a dose.
Você precisará de um atestado de saúde para viagens aéreas emitido pela veterinária. As companhias nacionais aceitam esse atestado emitido no máximo 10 dias antes da data da viagem. Ou seja, quanto antes procurar o veterinário para se inteirar dos procedimentos, melhor.

 

2-Encontre uma caixa de transporte adequada

viajar-com-animal-de-estimação

 

Vá a lojas especializadas em animais e verifique a caixa ideal para o tamanho do seu cachorro ou gato. Não se esqueça de antes comparar as medidas especificadas pela companhia aérea que você for viajar com as da loja.

A caixa precisa fornecer espaço para o animal se movimentar e ficar confortável, já que ficará dentro dela durante a viagem toda.

É muito importante também o animal se adaptar à caixa. Acostume-o a comer, dormir e ficar o máximo de tempo dentro dela alguns dias antes do embarque. Quanto mais à vontade ele estiver com sua caixa de transporte, melhor.

 

3-Cuidados pré-embarque

viajar-com-animal-de-estimação

 

Deixe seu cachorro ou gato limpinho e cheiroso para viajar.

Dê banho nele na véspera e ofereça apenas alimentos leves, ou seja, ração seca apropriada para o tipo do animal. Dê também bastante carinho e atenção pouco antes do embarque, irá ajudá-lo a ficar mais tranquilo na viagem. Dê também bastante água ao seu bichinho antes do embarque, pois ele pode se desidratar no trajeto, principalmente se for um trajeto longo. Forre a bolsa transportadora com tapete higiênico e incentive-o a urinar e defecar pouco antes do embarque.

 

4-Especificações de cada companhia aérea

viajar-com-animal-de-estimação

 

Os procedimentos e regras variam um pouco de companhia para companhia aérea. É preciso estar atento a isso, principalmente se, na conexão, você for embarcar em diferentes empresas aéreas. Analisamos então como funcionam as regras e especificações gerais em relação ao transporte de cachorro e gato das três principais companhias nacionais: Latam, Azul e Gol.

4.1 Latam

Pala solicitar o serviço, você pode ir até uma loja LATAM ou entrar em contato através da Central de vendas, informando detalhes sobre sua viagem e seu animal. Poderá ser pedido até 48 horas antes da hora do embarque.
Se o seu animal for de pequeno porte, você pode leva-lo com você na cabine em aviões Airbus 319, 320, 321, 330 e Boeing 777. Você pode levar um cachorro ou um gato em cada voo. Ele deve viajar dentro de uma bolsa de transporte adequada, com ventilação adequada, de forma que o peso do animal e da caixa não ultrapassem juntos 7 quilos.
As dimensões máximas da bolsa de transporte são de 36 cm comprimento X 33 cm de largura X 23 cm de altura. Valor do serviço (Viagens nacionais): R$ 200

4.2 Azul

O peso total (animal + container) deve ser de, no máximo, 5 kg. O animal deverá estar limpo, saudável e sem odor desagradável. Para transporte de animais na Azul, são aceitos dois tipos de embalagem: o container rígido ou a mala flexível. As dimensões devem ser de, no máximo, 43 cm comprimento X 31,5 cm de largura X 20 cm de altura. Valor do serviço (Viagens nacionais): R$ 200

4.3 Gol

Na GOL, você pode levar seu cão ou gato de pequeno porte com você nos voos, desde que seja gato ou cachorro e que não ultrapasse (junto com a bolsa de transporte) o limite de 10 kg. A idade mínima é de 4 meses, e o animal deverá estar limpo, saudável e sem odor desagradável. As dimensões da bolsa de transporte devem ser de 22cm de altura x 43cm de profundidade x 32cm de largura para bolsa rígida e de 24cm de altura x 43cm de profundidade x 32cm de largura para a bolsa flexível. É importante conter os dados de identificação do dono do bichinho e ser de material impermeável. É cobrado o valor de R$200 por trecho para este serviço.

 

5- Cachorro braquicefálico (Cuidados especiais)

viajar-com-animal-de-estimação

 

As raças de cachorro braquicefálico (Focinho achatado) são extremamente sensíveis a baixas e altas temperaturas e, devido a anatomia do seu focinho, ele pode apresentar dificuldades respiratórias. Não é recomendado de maneira alguma que ele viaje no porão do avião, podendo correr risco de vida.

Nesse caso, como são cachorros de porte pequeno, o ideal é que ele viaje junto a você na cabine do avião, junto às malas de mão. Consulte a companhia aérea a respeito dessa possibilidade.
Exemplos comuns de braquicefálicos: Buldogues, Boxer, Chihuahua,Lhasa Apso, Pug e Shih Tzu.



31-05-2018

Curiosidade em saber qual a idade do seu pet?

Esta tabela é apenas uma estimativa, pois não leva em consideração as condições de vida e saúde dos animais.Idade_Cao




28-07-2017

Cartório de RR passa a emitir registro de nascimento a animais de estimação com o sobrenome do dono.

O cão Gaspar Lapóla foi o primeiro pet registrado em Boa Vista (Foto: Valéria Oliveira/G1 RR)


Donos de animais domésticos agora podem obter o registro de guarda, uma espécie de certidão de nascimento dos bichos, que muitas vezes são tratados como integrantes da família. O documentos passou a ser oferecido desde 21/07/2017 no Cartório do 1º Ofício, em Boa Vista, e pode até ter o sobrenome dos guardiões para provar o parentesco.

O "Identpet" é emitido com o nome do animal, raça, cor, amanho, data de nascimento e o nome do dono. Caso o bicho tenha cicatrizes ou outras características, essas informações também são acrescentadas ao documento. Ficam arquivadas fotos do animal em caso de perda, por exemplo. Fonte: G1.globo.com


Site Map